Welcome to Congo

Quando migrei para o WordPress, imaginava também poder escrever sobre o que mais me interessa – cinema e literatura, especialmente. Mas eu me esqueci de que vivo no Brasil. Moro num país que me proíbe de ter uma vida banal; ele está sempre a esfregar na minha cara sua estupidez habilmente depurada por décadas de decisões equivocadas e valores bizarros, quase(?) beirando a demência coletiva. De vez em quando a gente acorda com um barulho lá fora, na rua, e depois volta a dormir. E a sonhar com praias, bundas e cerveja – que são o máximo de valores que a mente média brasileira consegue apreender do mundo.

Mas anda difícil para o brasileiro votar a este deplorável estado de indiferença diante dos últimos acontecimentos – um menino arrastado na rua até se tranformar num tronco mutilado, uma doméstica espancada até quase a morte por pura diversão, dois desastres aéreos que custaram mais de 300 vidas e, finalmente, um governo inepto que anda em círculos e comemora de forma obscena quando pensa que o desastre nacional parecer não ser de sua conta.

Chamem o gerente de imprensa da delegação norte-americana do (superfaturado) Pan de volta; ele está certo: Welcome to Congo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: