Um post rabugento: Eu odeio carnaval

No mês de dezembro, li posts e mais posts em blogs que gosto de visitar defenestrando o Natal como o mais hipócrita e estúpido dos feriados. Por pouco, não me senti culpado por até gostar da data. Talvez o fato de minha família ter sido um núcleo restrito de participantes tenha alguma influência nisso. Nunca houve uma ceia composta por tias bêbadas se estatelando no chão depois de uns copos de cidra, nem primos reclamando do tempero do peru. Nossos Natais sempre foram simples e alguns até conseguiram ser aconchegantes. Mas, o carnaval, ah, o carnaval é diferente.

Quando se é moleque, o carnaval atrai os hormônios, claro. Apesar da efervescência juvenil e dos esforços patéticos para se agarrar alguém, geralmente o baile terminava solitário num ponto de ônibus madrugada afora. Também é verdade que para a maioria de nós, homens, o carnaval só é atraente pela promessa de se conhecer mulheres tão dispostas a aventuras quanto nós mesmos. Além desta mesquinharia dos instintos, há, evidentemente, toda uma cultura envolvida na construção e manutenção da festa, que não pode ser descrita como uma apenas; há dezenas de carnavais, e é difícil escolher o pior de todos. E, no entanto, todos eles parecem dolorosamente iguais.

O mais típico dos carnavais, o tal desfile de escola de samba, não passa de um espetáculo tão brasileiro quanto deprimente – tudo é igual, ano após ano; os carros, as fantasias, os sambas-enredo, até as bundas são todas parecidas. O carnaval parece a coroação do discurso fatalista que embala os comerciais de cerveja. Você conhece: este povo batalhador, que rala de segunda a segunda, merece brincar com criatividade e graça, no momento em que revela todo o seu talento e inteligência. Onde ficam escondidos estes diabos de talento e inteligência brazucas nos outros 360 dias alheios à festa momesca? Em lugar algum, claro, pois eles não existem sequer naqueles cinco ou seis dias (estou excluindo a Bahia e alhures desta estatística furada…) de orgia oficial. O carnaval é a coroação definitiva da auto-mitificação do brasileiro; como se, exatamente por causa da festa e não apesar dela, fôssemos um povo que faz alguma diferença no mundo.

Enfim, não tenho mais a santa paciência (ou o descaramento) para suportar um bando de gente suada e fedida, pulando ao som de músicas que, em condições normais de temperatura e pressão, não seriam ouvidas nem por um gorila bebum, participando de um festim repetitivo, chato e infantil. Carnaval, para mim, está muito longe de diversão. Por quê eu trocaria a companhia de poucos e bons amigos, sua leveza, risadas e cumplicidade, por uma festança vulgar?

Em tempo: Vou, como sempre, usar os dias de folga para descansar. Longe de qualquer batuque. Longe até deste blog silencioso que também rejeita o carnaval.

Anúncios

8 Respostas to “Um post rabugento: Eu odeio carnaval”

  1. palpi Says:

    Carnaval, assim como Natal, é apenas uma data a mais na minha vida. Pena que seja tão barulhenta.
    Adorei o termo que vc usou: mesquinharia dos instintos. É isso.
    Bom passeio.
    Até.

  2. léo e só Says:

    o Carnaval!!o Carnaval!! meu sonho é que ele entrasse num buraco na sexta e e ficasse por lá perdido.

    Mas isso que vc falou sobre o Natal é real. Todo mundo espinafra o Natal, mas quando chega o carnaval é um silêncio. Acho que as pessoas têm medo de magoar amigos que curtem o carnaval.

    Mais que barulhenta Palpi, o carnaval infesta tudo quanto é cidade no Brasil. Boa sorte.

  3. marcelopes Says:

    Palpi, obrigado. Sempre poderia ser pior: imagine morar na Bahia numa hora dessas. 🙂
    E bom passeio para vc tb!

  4. marcelopes Says:

    Léo,

    Aqui em BH o carnaval é bem discreto, quase não se percebe, exceto pela ausência de mineiros nas ruas. Se procura um bom lugar para fugir da muvuca carnavalesca, aqui é uma boa opção. Fuja do interior de Minas. Estão definitivamente infestados por esta joça.

    Abraços!

  5. trio eletrico Says:

    Parabens pelo blog!
    Estou enviando esse site pois acredito ser muito pertinente com o assunto
    trioeletrico.net.br

  6. Eu prometo… « Universo Tangente Says:

    […] relacionados: Um post rabugento: eu odeio carnaval Topifaive Tirinhas da […]

  7. renata Says:

    Eu…..trabalho todo carnaval há 6 anos…e durmo o resto do tempo em casa, sozinha p/ não precisar me explicar quão estúpido acho aquela galera pulando e falando da princesa x , do barão y, que eles não tem a menor ideia de quem foram.
    è isso ai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: