Winsor McCay desenha o Superman

O título é enigmático, mas será explicado, não se preocupem. Navegando por acaso, caí no site nerd Melhores do Mundo (não confundir com o grupo de humor homônimo) e logo na sua primeira página estava o link para uma notícia muito curiosa. O artista de quadrinhos Stuart Immonen resolveu, em 1998, desenhar a origem dos vilões do Superman no estilo meticulosamente art-decó de Winsor McCay. O resultado primoroso pode ser conferido aqui no CalamityJon.

É claro que para entender o porquê desta homenagem (além da óbvia beleza) é preciso voltar aos primórdios dos quadrinhos e perceber a genialidade e influência de McCay. Nascido em 1867, já nos primeiros anos do século XX estaria criando tiras com o que seriam suas marcas registradas: a exploração do mundo dos sonhos, os quadros estáticos e a antecipação de movimetos artísticos que viriam poucas décadas depois, como o surrealismo. Mas seu auge viria com Little Nemo in Slumberland, que narrava os delírios imaginativos de um menino,  invariavelmente terminando com ele caindo da cama. Os autores de Comics – Uma História Ilustrada da B.D., Alan e Laurel Clark, fazem uma observação curiosa sobre o trabalho e a influência de McCay, comparando-o ao pioneiro da linguagem cinematográfica D.W.Griffith: “[…]McCay fez coisas ousadas no seu medium que eram ousadas, diferentes e sem precedentes, emboa tenham sido largamente imitadas depois, estabelecendo os padrões para muito da arte dos comics que estavam por vir”. McCay também foi um pioneiro da animação: Gertie the dinossaur é um clássico absoluto do gênero (antes de começar a rir do vídeo como alguns lesados fizeram durante a exibição dos filmes do mestre Ray Harryhausen no AnimaMundi, leia novamente a data da produção).

Para saber mais sobre McCay, recomendo o blog Meeting McCay, uma coleção exaustiva de textos, links e figuras não apenas sobre o criador de Little Nemo, mas também sobre animação e quadrinhos em geral. Lá eu descobri que o melhor estúdio de desenhos animados do mundo, o Ghibli (desculpe, Pixar, mas vocês também sabem que isso é verdade), produziu em 1984 um piloto do que poderia ser um filme de Little Nemo. É belíssimo e tecnicamente embasbacante – feito totalmente à mão, sem a ajuda de computadores. Infelizmente o projeto não vingou e tudo o que temos é este vídeo:

(se não funcionar, clique aqui para ver no Google Videos)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: