Depois do microblogging, vem aí o microvideo

Farei agora uma confissão típica de trintão que não usa a internet do mesmo modo que a geração da chamada web 2.0: não uso nem vejo razão alguma para usar o Twitter. Se você se encontra num estado ainda anterior ao meu, explico: o Twitter é um serviço de blogs em que os posts têm o tamanho máximo de 140 caracteres. Sim, o Twitter tem seu lugar, é um serviço bacana que fornecer uma estrutura para publicação de informação rápida e objetiva, por isso mesmo curta. Talvez seja uma baita limitação minha, mas não consigo imaginar quase nada que eu possa dizer com apenas 140 caracteres – falta de objetividade, incapacidade de síntese, chame do que quiser, mas é isso mesmo. Eu jamais seria capaz de escrever um microconto .

Agora descubro um serviço chamado 12 Seconds, parente mais novo do onipresente YouTube. Na verdade, ele é o Twitter do YouTube: neste site, cada vídeo tem, no máximo, 12 segundos. Segundo esta nota do IMasters, seu criador, Sol Lipman, afirma que esta duração foi fixada com base em pesquisa que lhe disse que o tédio começa a atacar o espectador de vídeos na internet por volta de 12 segundos. Ok, eu disse que entendo o Twitter, mas o 12 Seconds parece-me loucura; o que posso filmar neste tempo ridículo? Se já me impressiona o fato de as pessoas estarem dispostas a trocar a qualidade de imagem numa tela maior pela tosqueira que é assistir a um vídeo pelo celular, o que dizer de vídeos tão curtos que mal dá tempo para ouvir “Previously on Lost…” e ver a Kate correndo pelo mato?

De um lado, está o fato inegável de que a internet não comporta grandes conteúdos contínuos, e é sempre boa idéia partir uma grande matéria ou uma experiência de navegação em pedaços menores (e isso vale para posts de blogs). Por outro, 12 Seconds é a radicalização do déficit de atenção que todos adquirimos junto com a internet. Imaginar conteúdo que caiba em 12 segundos e faça algum sentido é um pesadelo para qualquer roteirista: é um convite a superficialidade, claro. Ao contrário do YouTube, que serve para narrativas curtas, mesmo as mais pessoais, aqui teremos apenas a piada rápida, a brincadeira de moleque, a Marmota Dramática. Na verdade, não há nada de errado nisso, desde que a superficialidade não seja a única opção disponível – o que, graças a imensidão e a liberdade de escolha oferecidas pela internet, espero jamais venha a acontecer.

A propósito, o vídeo da marmota dramática dura meros cinco segundos. Sobram ainda sete segundos para preencher…

7 Respostas to “Depois do microblogging, vem aí o microvideo”

  1. marie tourvel Says:

    Ai, Marcelo, querido, prolixa como sou, nada de Twitter pra mim.😉 Um grande beijo.

  2. Barbara Says:

    Hehe xD
    Também sou adepta da prolixia Marie😉

    Abaixo a limitação de carateres!
    Já me estresso com orkut e seus míseros 1200. Imagine com apenas 140? Poxa, é mais ou menos o tamanho de alguns comentários meus aqui!😛

    Assim não dá realmente!
    Boa crítica, Marcelo! =)

    Abraços!

  3. léo e só Says:

    olá Marcelo.

    Rapaz, 12 segundos?

    Mesmos os supre jogod de games, multi-cores e multi-planos exigem tano deficti de atenção.

    aliás, é estranho imaginar que o novo mundo force a exigência do defict de atenção.

    abs

  4. Marcelo Lopes Says:

    Marie,

    Vc tem muito o que dizer e eu adoro ouvir, ou melhor, ler. Vc é grande demais para o Twitter…

    Abs!
    Marcelo.

  5. Marcelo Lopes Says:

    Barbara,

    Como eu disse, torçamos para que isso seja apenas uma opção e não uma tendência. Obrigado!

    Abs!
    Marcelo.

  6. Marcelo Lopes Says:

    Léo,

    Em parte é verdade que a nossa exigência por resposta rápida da web (qualquer página que demore mais do que 3 segundos para carregar já nos causa irritação) acabou por nos influenciar do ” lado de fora” da internet também. Por outro lado, num mundo a cada dia mais dependente da capacidade de lidar com mais e mais informação, as pessoas deveriam ser capazes de se concentrar por mais tempo… Eis um dilema.

    Abs!
    Marcelo.

  7. Eu gosto de ser contrariado « Universo Tangente Says:

    […] que publiquei o post Depois do microblogging, vem aí o microvideo, procurei alguns bons artigos que falassem do Twitter, o serviço de blogs com posts de até 140 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: