Próximos livros: Apenas um Sonho/The Revolutionary Road, de Richard Yates

Há uma grande dose de ironia no cinema de Sam Mendes, diretor deste Apenas um Sonho, que estréia nesta semana: reunir Kate Winslet e Leonardo diCaprio em uma história sombria sobre relacionamentos é quase uma negação do sucesso água-com-açucar que os consagrou, 11 anos atrás, Titanic. Curioso em saber mais sobre o livro no qual se baseia o filme, The Revolutionary Road, de Richard Yates, encontrei no ângulo, de Marco Polli, as razões que procurava para adicioná-lo a lista de futuros livros – e inaugurar mais uma seção de posts, claro. Citando-o:

Mas o melhor da trama é que ela não se encaminha apenas sobre as insatisfações do casamento, mas para algo mais amplo e interessante: Richard Yates percebe bem o nascimento de uma classe média que tem desprezo pela… classe média. O pior pesadelo de todos é “ser como todos os outros”, e assim que finalmente podem pagá-la, consideram que têm uma vida artificial, protegida e sentimentaloide em subúrbios assépticos.

O que também explica a razão de o diretor de Beleza Americana ter se interessado pela adaptação. Polli ainda compara a prosa de Yates a Fitzgerald, que também teve o seu O Curioso Caso de Benjamin Button adaptado para a telona – e com estréia marcada para a mesma época aqui no Brasil:

Em termos de estilo, Richard Yates pode ser considerado como um dos herdeiros de F. Scott Fitzgerald . É uma prosa estilizada, bem acabada, que procura construir o mundo interior dos personagens sem verborragia, combinando essa interioridade com a descrição do ambiente e com metáforas precisas. Porém, há em Yates mais dinamismo e uma liberdade maior na troca do ponto de vista narrativo entre os personagens. Como acontece também com Fitzgerald, a elegância e inteligência do texto acaba deixando o leitor desarmado para quando, mais ao final da história, os personagens descem a um drama mais pesado.

Toda vez que alguém pergunta de que tipo de literatura eu gosto, me engasgo, olho para o teto e não explico coisa alguma direito. Pois bem: descobri que muitas vezes baseio-me em opiniões de amigos, blogs, revistas, etc. para decidir qual livro encarar. Claro que tudo isso passa pelo filtro do gosto pessoal e das características que me interessam numa obra, mas a decisão começa com a opinião de alguém que me inspira confiança no que diz.

Em breve, mais “Próximos livros” – como se a lista já não fosse suficientemente longa…

3 Respostas to “Próximos livros: Apenas um Sonho/The Revolutionary Road, de Richard Yates”

  1. ana luiza Says:

    Por favor, por minha conta e risco, coloque na sua lista de ” PRÓXIMOS LIVROS”, O LIVRO NEGRO, de ORHAN PAMUK.
    O último a ler será a mulher do padre.
    Ana

  2. Marco Polli Says:

    Caro Marcelo, espero que a leitura de Revolutionary Road não o decepcione e que você a comente aqui depois.

    Esse meu post acabou saindo com um erro feio de revisão: “a elegância e inteligência do texto acaba”, é “acabam” obviamente. Eu corrigi lá, e estou dando o toque caso queira corrigir aí. Abs.

  3. Caty Says:

    Vi o filme gostei do desempenho destes dois actores.
    Espero ainda melhor do livro, que a densidade que se advinha seja de modo a clarificar a duvida: a mulher escolheu a solução ultima como fuga? a sua ultima esperança era a morte? ela sabia-o? De algum modo ela escapou? Ou ela ao servir de modo exemplar e caseiro “so midle class” já estava “morta”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: