Topifavie Coisas que já quis ser

1) Zoólogo

Você saberia diferençar uma onça, um leopardo e um guepardo se aparecesse um animal de cada espécie na sua frente agora? Pois é, antes de virar marmita de gato selvagem, eu saberia. E esta não é a parte mais nerd da história: eu lia vários livros e assistia a inúmeros documentários sobre vida animal, especialmente marinha. Minha sorte foi ter nascido em Minas Gerais, caso contrário estaria escrevendo neste instante sobre peixes abissais tão medonhos que, se você os visse num aquário, juraria que o inferno fica a apenas 3000 metros de profundidade.

2) Diretor de cinema

Depois de abandonar a idéia de ser biólogo, achei que seria diretor de cinema. Não ria, por favor. É sério. Neste caso, minha sorte ampliou seus limites geográficos, ou seja, sorte foi eu ter nascido aqui na Banânia, onde cinema é uma panelinha muito difícil de se entrar. Mas, por algum tempo eu li revistas como American Cinematographer e Cahiers du Cinema (em inglês, porque meu francês não vai além do sotaque do Pepe Le Gambá , infelizmente) com fervor, e realmente imaginava ser cineasta fora do Brasil. Mas a febre passou também.

3) Ilustrador científico

Juntando meu interesse por zoologia ao pelo desenho, eis que surge (mais) um ilustrador científico – o cidadão que pinta animais, plantas e modelos anatômicos detalhados e às vezes meio perturbadores. Na verdade, meu grande interesse estava no pequeno grupo de ilustradores que trabalha com paleontólogos recriando animais extintos – talvez porque haja, ao lado do conhecimento já existente sobre estes seres, um bocado de espaço para extrapolar e brincar um pouco, do ponto de vista artístico.

4) Desenhista de quadrinhos / designer de personagens de jogos

Isso é tão óbvio que nem vale a pena falar muito a respeito. Basta dizer que se você desenha bem monstros, máquinas e cenários delirantes, já é meio caminho andado para esta indústria. Digamos que eu esteja ainda no primeiro quarto deste caminho.

5) Astrônomo / físico

De todas as aspirações nerds, esta talvez seja a única que garantiria um emprego como roteirista de The Big Bang Theory – profissão que, muito provavelmente, paga melhor do que um laboratório, universidade ou centro de pesquisa. De qualquer forma, meu conhecimento nestes assuntos jamais ultrapassou as barreiras da SuperInteressante ou da série Cosmos de Carl Sagan – sim, eu assistia aos episódios nas manhãs de sábado dos anos 80.

A pergunta que fica, óbvia, é: e agora, o que eu fiz com estas aspirações? O mesmo que todo mundo – ou guardei na gaveta ou me acompanham como interesses legítimos, alguns tornados hobbies. Continuo estudando desenho, eventualmente escrevo roteiros para quadrinhos (nada de super-heróis) que talvez eu venha a publicar online mesmo e ainda leio sobre astronomia e paleontologia (além de assistir ao Discovery Channel, NatGeo, History Channel, etc, o kit televisivo básico de um geek). Só existem duas formas de entender esta disparidade de interesses; uma é elogiosa, é me chamar de sujeito renascentista, com múltiplos interesses e predileções intelectuais. A outra, mais correta, é dizer que não bato muito bem da cabeça mesmo.

E literatura? Onde fica? Bom, não é, certamente, uma das coisas com as quais já quis trabalhar. Ainda é.

10 Respostas to “Topifavie Coisas que já quis ser”

  1. léo e só Says:

    Pois é Marcelo. Tempo ,te mpo mesmo.

    Por aqui, problemas com internet e tempo é que me mantiveram longe. e um ou dois sustos, normal.

    rapaz, quanta carreria.

    a única coisa que sempre quiz e quero fazer(bobinho) é ser roterista de quadrinho, de super -herói ou não, mas como nem casinha desenho, fica dificil. :d

    quem sabe um dia, quem sabe
    abs

  2. ana Says:

    Marcel, já vi seus desenhos e suas ilustrações. Voce tem sim múltiplos talentos…e pouco tempo. Ja li contos seus.Apenas nunca li roteiros para filmes. Ou alguma peça para teatro.
    E daí? temos de comer amanhã, pagar as contas ainda que mínimas,vestir alguma coisa, calçar algum sapato,tratar da saude se possivel…e sonhar…
    Acho que o povo brasileiro o que melhor consegue fazer é sonhar.
    Porque tudo o mais é extremamente limitado.Quase impossível.
    Escreva e desenhe. Kafka não queria ser publicado.Não se achava talentoso.
    O mundo é muito estranho.
    Bjs
    Ana

  3. Barbara Says:

    Olá, Marcelo!
    Nossa, como me identifiquei com este post!! rs
    Sou “vestibulanda”, e uma vestibulanda muito indecisa.

    Quisera eu ter as dúvidas de meus colegas: Engenharia química ou Química Industrial? Letras/Inglês ou Letras/Espanhol?
    As minha dúvidas são bem mais complexas, também sofro desse “mal” de múltiplos interesses, e por isso algumas graduações da área de humanas me interessam tanto quanto as de exatas e biológicas.
    Se não me decidir até o início das provas devo fazer uma diferente para cada lugar, e deixar que o destino me guie! rs

    Ah! Lembro de ter visto aqui no blog alguns desenhos seus sobe um super-herói. Muito legal! Nunca pensou em uma carreira paralela relacionada a isso?
    Se não, crie e post aqui, ao menos para seus leitores!😉

    Beijos!🙂

  4. Fernando Says:

    Você vai adorar isso aqui:

    http://deslumieres.blogspot.com/2008/02/os-segredos-do-abismo.html

  5. marie tourvel Says:

    Quer meu “diproma” de Física de presente? :)))))

    Beijocas

  6. Marcelo Lopes Says:

    Léo,

    Pois é, então somos dois, também andei sem tempo e sem muita disposição para o blog, mas agora voltei.
    Quanto a ser roteirista de quadrinhos, não há empecilho algum no fato de você não desenhar. Alan Moore e Neil Gaiman não sabem fazer um homem-palito e são escritores de quadrinhos de primeira. Aqui no Brasil é que roteiristas “puros” de HQs são raros; geralmente, o pouco que se publica é escrito pelo próprio desenhista – e nem sempre o cara é um bom escritor, claro.
    Eu não parei de escrever quadrinhos, mesmo que seja apenas como um exercício. Acho que você também deveria continuar!

    Abs!
    Marcelo.

  7. Marcelo Lopes Says:

    Ana,

    Obrigado! Realmente, faço o máximo possível para dividir o tempo com as minhas atividades, mas alguma coisa sempre é sacrificada… nestes últimos tempos tem sido o blog…🙂
    Enfim, apesar do ritmo de tartaruga perneta, continuo escrevendo (e revisando demais) e desenhando. Um dia sai alguma coisa, pode ter certeza!

    Abs!
    Marcelo.

  8. Marcelo Lopes Says:

    Barbara,

    Você leu uma reportagem de uma SuperInteressante (olha ela aí de novo) recente sobre vocação? Vale a pena dar uma olhada. Um dos trechos mais curiosos da matéria é quando ela diz que ter múltiplos interesses não é ruim, pelo contrário. O problema é que nossa cultura está tão impregnada pela idéia de combinar perfeitamente aspirações pessoais com a vida profissional que nos esquecemos de que: 1) podemos desempenhar várias atividades, mesmo que algumas sejam apenas hobbies; e 2) nada nos impede de mudar de rumo ao longo da vida, pagando, claro, pelas consequências deste ato. Sei bem o que você sente, e não é fácil mesmo.
    Quanto aos quadrinhos que citei, acho que foi neste post aqui: https://universotangente.wordpress.com/2007/11/18/dois-desejos-literarios-e-um-pop-%E2%80%93-parte-3/ . Na verdade, não é exatamente uma história de heróis, está mais para ficção científica. O chato é que eu gosto de verdade do mundo que inventei e dos personagens. Um dia falo mais a respeito, pode ter certeza – até porque não postei nenhum dos desenhos que já fiz como estudo de personagens…

    Abs!
    Marcelo.

  9. Marcelo Lopes Says:

    Fernando,

    Tem razão… Adorei mesmo! Sempre gostei de biologia marinha. Veja esta notícia bizarra e recente (nota: a foto é de um animal muito, muito feio…) sobre um ser marinho quase inacreditável: http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/2009/04/090401_vermemarinhoml.shtml Se o Freddy Krueger tiver pesadelos, esse bicho veio deles.

    Abs!
    Marcelo

  10. Marcelo Lopes Says:

    Marie.

    Manda seu “diproma” de Física que dou uma photoshopada nele e coloco meu nome…😀

    Abs!
    Marcelo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: