Seitas, viagens no tempo e microcontos

A viagem no tempo é um sonho antigo da humanidade, claro. De McFly fugindo da própria mãe aos Morlocks e sua dieta bizarra, a ficção científica sempre tratou do tema, apesar de a maioria dos cientistas afirmar com a veemência do Padre Quevedo que “isto non ecziste”. Agora, uma seita de origem italiana, a Damanhur, afirma possuir uma geringonça capaz de levar seus adeptos ao passado. A máquina deve ter sido desenvolvida pela Skynet, pois, segundo os membros da seita, só transporta gente pelada, como os personagens da série Exterminador do Futuro – curiosamente, esta ideia de viajar no tempo preparado para aterrisar numa praia de nudismo também aparece no livro A Mulher do Viajante do Tempo, recentemente adaptado para o cinema.

Ou seja: já sabemos de onde veio a inspiração para a picaretagem. Mesmo sendo óbvio tratar-se de balela, seitas com máquinas do tempo atraem a atenção de gente famosa. Consta que a cantora Nena, famosa nos anos 80 pelo hit 99 Red Balloons e por não se depilar com muita frequência, aderiu a Damanhur e chegou a estampar o logotipo da agremiação em seu último álbum. Se a intenção ao entrar para a polícia peladona do tempo era voltar a fazer sucesso, não funcionou: nem sei que álbum é este.

O melhor a fazer mesmo é lembrar o genial microconto (de novo) escrito pelo doidão Alan Moore:

tempo. Sem querer, inventei uma máquina do

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: