Só eu acho isso bizarro?

Já houve quem comparasse o flanar ao ato de zapear pelos canais da TV a cabo. Não poderia estar mais enganado: Flanar é algo como sair andando por aí, com inteligência, observando as pessoas e as ruas, mas com um certo prazer intelectual. Decididamente, algo que acontece raríssimas vezes se nos encontramos a toa em frente às nossas TVs. De qualquer forma, eu passeava pelos canais sem me interessar especialmente por coisa alguma: filmes reprisados, documentários já assistidos, culinária, futebol. Finalmente, minha atenção foi despertada por algo que, na imaginação de produtores, deveria ser bonitinho, engraçadinho e fofinho (ou cute, diria um americano; kawaii, um japonês). Mas o resultado está mais próximo do grotesco: um concurso de misses disputado por crianças.

É uma coisa no mínimo constrangedora ver meninas de seis anos ou menos disputando olhares, fazendo caras e bocas e exercendo além do limite do suportável a tendência natural da maioria das crianças em competir, umas com as outras indefinidamente. Um espetáculo pobre, mal ajambrado, errado da concepção a sua execução, de inacreditável mau gosto, que, como se não bastasse sua natureza ridícula, deve servir de (perdoem-me pela grosseria) playground visual para pedófilos. Não pretendo ter filhos, mas se os tivesse, e fossem meninas, bom, já sabem: um concurso de misses seria o último lugar que eu as autorizaria a ir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: