Archive for agosto \29\UTC 2010

Desculpas antigas

domingo, 29 agosto, 2010

É como pedir desculpas a um amigo por esquecer o seu aniversário três meses depois da data, mas devo um pedido assim aos meus leitores; passei todo o mês de agosto sem aprovar quase nenhum comentário – se respondi um ou dois, foi muito.

Como ganhar e perder um espectador

quarta-feira, 25 agosto, 2010

Quando fui assistir ao (ótimo!) Inception / A Origem, de Christopher Nolan, foram exibidos os trailers de outros dois filmes: Social Network, de David Fincher (Zodíaco, Seven) e da continuação de Wall Street, de Oliver Stone (Nascido a 4 de Julho, Platoon). Foram dois exemplos bastante claros de como agradar e desagradar a um espectador em particular: eu mesmo.

The Social Network é o “filme do Facebook”, e contará como surgiu a mais emblemática e popular das redes sociais (desculpe, brasileiros, o Orkut só é alguém aqui e na Índia). Parecia um trabalho estranho a um diretor como Fincher, mas o trailer muda esta percepção; é claustrofóbico, perturbador e sombrio. Para completar, a trilha sonora é um cover da bela e triste Creep, da banda Radiohead, cantada a capela por um coral de meninas belgas. É, você leu isso mesmo. E acredite em mim: ficou sensacional.

Wall Street continua a história do filme de 1987, mais uma vez com o personagem multimilionário de Michael Douglas destruindo a vida de um jovem tão ambicioso quanto estúpido. Wall Street é um antro de maldades, parece querer dizer Stone de novo. Tudo bem, ninguém realmente acredita que se façam negócios regidos pela ética nas altas esferas corporativas, mas precisava mesmo sublinhar isso com um cover de Simpathy for the Devil, dos Stones? É tão absurdamente óbvio usar esta música para tratar da capacidade de destruição e corrupção que o poder tem que perdi completamente o interesse pelo filme. Grosseria tem limite, Stone.

A propósito: Todo mundo deve ter visto, mas o estúdio Monkeehub fez uma animação sensacional para a versão acústica de Creep. Veja aqui no Youtube.

Os leitores que roubavam livros

quarta-feira, 4 agosto, 2010

A McNally Jackson é uma famosa livraria de Nova York (cuja existência eu desconhecia até 20 minutos atrás). Como muitas outras, ela mantém alguns livros escritos por medalhões de vendagem boa e consistente bem longe das estantes. Isso, claro, só faz sentido depois que descobrimos a razão: os títulos estão também na lista dos mais roubados.

Curiosamente, a lista da McNally inclui, entre os escritores que são alvos preferenciais dos ladrões, o nosso velho conhecido Paulo Coelho e seu título mais conhecido, O Alquimista. Outros autores listados como preferidos dos larápios: Paul Auster, Bukowski, Hunter S. Thompson, F. Scott Fitzgerald, Hemingway, David Sedaris e Jack Kerouac.

Fonte: Uai – Livro de Paulo Coelho tem alto índice de roubo.

Faça um nerd feliz

domingo, 1 agosto, 2010

Em um episódio de The Big Bang Theory, o übber-nerd Sheldon Copper recebe uma toalhinha de mesa assinada por Leonard Nimoy, o Sr. Spock de Star Trek. Eu tenho certeza de que alguns nerds ficariam muito felizes com um presetinho como este aqui – eu ficaria:

Se você não está vendo a figura acima, clique aqui para vê-la.